Tudo sobre WhatsAppinite

0

Certamente você já deve ter ouvido falar da tendinite. Essa condição atinge boa parte das pessoas que realizam atividades repetitivas com as mãos e pulsos (como digitar, por exemplo). Mas e quando o WhatsAppinite? Pois é, parece que com o surgimento do aplicativo de troca de mensagens também apareceu uma doença associada ao uso exagerado dele.

De acordo com uma reportagem publicada no jornal Folha de São Paulo, a doença foi diagnosticada pela primeira vez em uma mulher de 34 anos. O fato ocorreu a partir de estudo publicado na revista espanhola “The Lancet”.Mas como que essa doença se manifestou e quais os riscos de adquiri-la? Confira no texto a seguir tudo o que você precisa saber sobre a WhatsAppinite.

Principais sintomas diagnosticados da WhatsAppinite

A WhatsAppnite verificada na paciente é basicamente uma tendinite na região das mãos. De acordo com o estudo da revista espanhola, a constatação da condição ocorreu depois que a paciente permaneceu por cerca de seis horas enviando mensagens no aplicativo para amigos e familiares desejando Boas Festas.

Após a consulta com o profissional de saúde, a recomendação médica foi que a paciente ficasse totalmente afastada do celular. Além disso, ela também precisou tomar anti-inflamatórios.

Doenças relacionadas ao uso de aparelhos eletrônicos aumentam na pandemia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma a cada cem pessoas no mundo sofre com inflamações nos tendões dos punhos e antebraços. Trata-se de um mal oriundo da sociedade contemporânea. Isso ocorre, sobretudo, com a necessidade constante de acompanhamento de atividades de trabalho. O motivo é o uso excessivo de computadores e outros dispositivos eletrônicos.

A pandemia do coronavírus centralizou cada vez maior em contatos online. Dessa forma, o tema está cada vez mais presente no cotidiano de grande parte das pessoas. Isso ocorre ainda mais para quem atua em home office.

Por isso, saiba a seguir algumas informações essenciais para que você consiga aliar um elevado índice de produtividade no trabalho em casa, ao mesmo tempo em que mantém os cuidados com a saúde de suas mãos.

Informações importantes sobre como evitar a WhatsAppinite

Algumas práticas diárias são fundamentais para que você não adquira a tendinite e outros problemas similares. Muitos deles estão associados ao uso frequente de aparelhos como videogames e telefones celulares. Assim, é importante ter em mente os seguintes cuidados:

  • Realize alongamentos com as mãos, punhos, pescoço, ombros, braços e antebraços. Faça isso em um período de cerca de 30 minutos de uso de smartphone, computador, videogame, tablet ou qualquer outro dispositivo que demande o uso constante das mãos;
  • Além disso, nunca se esqueça de colocar o telefone em uma posição confortável. Além disso, use sempre as duas mãos enquanto estiver mexendo nele;
  • Outra dica importante é sempre deixar o pescoço elevado. Dessa forma, você não sobrecarrega os ombros no momento em que segura o aparelho;
  • Por fim, sessões de fisioterapia também podem ajudar a fortalecer os músculos e articulações, melhorando a flexibilidade e reduzindo os episódios de dor. Mas é importante que o tratamento seja complementado com os cuidados no dia a dia, para que a inflamação se dissipe.

Ao levar essas dicas e cuidados em consideração, com certeza você poderá evitar todos os problemas relacionados ao WhatsAppinite. Assim sendo, não deixe de lado a saúde de suas articulações e tendões de forma geral.

Quer saber tudo sobre Goiás em Notícias? Veja o mais novo portal G5 NEWS

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.