É normal sentir cólica na gravidez com 4 meses?

0

Se você é mãe de primeira viagem deve estar se perguntando se é normal sentir cólica na gravidez com 4 meses.

Geralmente, você não precisa se preocupar, pois é algo que muitas mulheres sentem, muito em razão da adaptação do corpo da mulher ao crescimento do bebê.

Da mesma forma, é normal sentir cólica no final da gestação, que é por conta da maior pressão do bebê.

Por outro lado, se surgirem outros sintomas, como sangramento, por exemplo, é importante entrar em contato o mais rapidamente com o médico.

Então, se você está grávida e vem sentindo cólicas, vamos tirar todas as suas dúvidas aqui!

É normal sentir cólica na gravidez com 4 meses?

Não é porque é normal sentir cólica na gravidez com 4 meses, que você deve se descuidar.

A cólica pode ser sentida se você fizer um esforço maior ou até porque sua bexiga está cheia ou porque está com gases.

Na maioria das vezes, as cólicas são causadas por uma distensão do útero, assim como dos ligamentos do abdômen, para acompanhar o desenvolvimento do bebê.

Por outro lado, é importante estar atenta e observar, principalmente se a cólica vier acompanhada de outros sintomas.

Ou seja, você deve aprender a diferenciar o que é uma cólica normal daquela que requer uma maior atenção.

Quando devo me preocupar ao sentir cólica na gravidez com 4 meses?

Como você viu, é normal sentir cólica na gravidez com 4 meses, no entanto, existem casos em que você deve se preocupar.

Por isso, esteja atenta às seguintes situações:

  • Corrimento rosa;
  • Sangramento, que pode ser sinal de aborto ou placenta prévia;
  • Dor nas costas ou abdominal acompanhada de vômitos, náuseas ou febre, pois podem ser sinais de cálculos renais ou apendicite;
  • Cólica persistente e que não melhora.

Em todos esses casos acima, procure imediatamente seu médico, até para descartar complicações mais graves.

Considerações finais

Você viu que é normal sentir cólica na gravidez, podendo ser causada por uma série de fatores, como um maior esforço ou gases.

No entanto, é fundamental estar atenta e observar se a cólica é persistente e acompanhada de sintomas.

Por isso, qualquer dúvida, o melhor a fazer é conversar com seu médico!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.